É possível usar o FGTS para dar entrada na compra de um imóvel?

Uma das facilidades propostas pelo governo é poder usar o FGTS na compra de imóveis, essa facilidade serviu também para estimular o mercado imobiliário e permitir que as pessoas tenham acesso facilitado ao sonho da casa própria.

Infelizmente, nem todo mundo tem acesso a essa informação e acaba deixando de utilizar esse recurso para comprar o seu imóvel, adiando por mais tempo esse sonho.

Para facilitar o entendimento desse processo e como acontece a utilização do FGTS ao adquirir um imóvel, preparamos esse artigo que vai esclarecer e tirar todas as dúvidas que ainda possa ter.

 

O que é e como funciona o FGTS

A sigla FGTS significa, Fundo de Garantia do Tempo de Trabalho e foi criada em 1966, ela é um direito adquirido por todos os trabalhadores de carteira assinada. Todo mês o empregador faz o depósito de 8% do salário bruto em uma conta na Caixa Econômica Federal.

Essa conta de FGTS é aberta de maneira automática e está ligada diretamente ao contrato de trabalho, desenvolvido para funcionar como uma reserva de capital em caso de demissão, por exemplo.

Como é possível consultar o saldo do FGTS?

Esse saldo pode ser consultado de diversas formas:

  • Pelo próprio site da Caixa Econômica Federal, através de um cadastro em que você vai gerar usando o número do PIS/PASEP;
  • Nos caixas eletrônicos da Caixa, utilizando o seu Cartão Cidadão. Mas se porventura você não estiver de posse do seu, basta clicar na tecla ‘enter’, digitar o número do PIS e a senha do cartão;
  • Ainda existe a possibilidade de você receber essa informação na sua casa, pois é enviado para seu endereço um extrato com os depósitos realizados pelo empregador.

O FGTS recebe atualização monetária mensal e juros de 3% a.a.

Para quais atividades o FGTS pode ser retirado?

  • Compra e construção: o saldo do Fundo de Garantia pode ser utilizado pelo trabalhador para comprar ou construir um imóvel.
  • Liquidação ou amortização do saldo devido: o FGTS pode ser utilizado para sanar parte do valor ou até mesmo seu saldo total, desde que o financiamento tenha sido realizado dentro do Sistema Financeiro de Habilitação.
  • Pagamento de parte das prestações: o valor do saldo do FGTS também pode ser usado para quitar parte das parcelas, diminuindo assim, o valor em até 80%, no período de 12 meses consecutivos. Esse sistema segue a regra anterior, é necessário que o contrato esteja no âmbito do Sistema Financeiro de Habitação.

Quais são as exigências estabelecidas para usar o FGTS para poder comprar um imóvel?

Para poder retirar o FGTS e utilizá-lo nas situações que acabamos de elencar, ainda é necessário cumprir alguns requisitos impostos pelo governo. Confira quais são elas:

  • Ter um tempo mínimo de 3 anos de carteira assinada, não necessariamente esse período precisa ser contínuo, mas é preciso que a soma do tempo de serviço seja igual ou superior ao exigido;
  • Não ter feito nenhum financiamento por meio do Sistema financeiro de Habitação;
  • Não é permitido ter em seu nome nenhum imóvel no mesmo município que você pretende adquirir um novo;
  • Residir ou trabalhar no município em que pretende adquirir o imóvel.

Agora que você sabe um pouco mais sobre o FGTS, vamos te explicar de forma simples, como esse fundo pode ajudar você a comprar o seu imóvel. Vamos lá?

  • O primeiro passo é se informar junto a Caixa Econômica Federal qual o saldo que consta na sua conta do FGTS. Desta forma, você poderá analisar melhor qual imóvel é possível comprar;
  • Sabendo qual o valor que você tem para retirar de FGTS é preciso agora reunir a documentação que o banco exige: carteira de identidade, certidão de nascimento, certidão de casamento (caso se aplique a você), CPF, carteira de trabalho, comprovante de residência, cópia do IPTU e certidão de matrícula do imóvel;
  • Não deixe de acompanhar nos sites oficiais do Governo os limites dos valores para usar seu FGTS, levando em conta que ele pode ser alterado e prejudicar o andamento da sua negociação;
  • O banco libera a retirada do FGTS depois da vistoria do imóvel, realizada por um engenheiro denominado pela Caixa. Assim, você precisa escolher um imóvel que cumpra com todas as exigências legais, pois são analisadas questões como a existência de dívidas com a União ou o município e limites de valores de aquisição por região;
  • Escolha com muita atenção e pesquise a instituição que você vai definir para financiar o restante do seu imóvel.

O saldo acumulado do seu FGTS pode ser a solução para quem deseja realizar o sonho da casa própria. Vale destacar aqui a importância de contar com a ajuda de profissionais para encaminhar e facilitar todo esse processo.

Ainda ficou com alguma dúvida? Então, deixe um comentário neste artigo que teremos o maior prazer em poder te ajudar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PORTAL

FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADES DO MERCADO IMOBILIÁRIO

Siga nossas redes sociais

Inscreva-se em nossa

NEWSLETTER